"A vida dela era como o mar, as vezes calmo, as vezes agitado, algumas vezes azul e outras vezes de ressaca. E o coração era o barco que só queria um cais para ancorar"
Que os ventos direcionem...
Home Fale comigo Meus @
“É difícil escrever quando te tiram o chão, difícil encontrar as palavras certas quando arrancam seu coração e mais difícil ainda ter sentimentos para expressar depois que o seu coração para.
Não há porque escrever se é em vão. Meus textos podem correr mundo a fora, ir parar nas mais famosas revistas ou jornais, nada disso terá sentido para mim se não houver o público para qual escrever. E pois bem, não há! Não há por quem continuar (talvez um dia por mim mesma), mas não há quem eu queira alcançar e atingir usando palavras, citando meus trechos favoritos ou fazendo piadas de mim mesma. Tudo isso guardarei pra mim, onde é mais seguro.
Palavras foram gastas, textos em vão, todos se foram e hoje me encontro absolutamente sozinha cercada apenas de lembranças e saudades e de palavras que nunca fizeram efeito para ninguém, se não para mim mesma.
Nunca tive o dom para a escrita mesmo, minha vocação sempre foi pra melancolia. Sou uma pessoa que vive das lembranças e em alguns momentos vou olhar para trás e sentir falta de como as coisas foram um dia e é somente por isso que ainda escrevo, pra falar das minhas perdas. Esse talvez seja meu último texto porque percebi que a vida é sobre perdas e nada, absolutamente nada, é para sempre e porque acima de tudo, ninguém está interessado nas suas perdas. Perdas é uma dor singular e cada um leva a sua consigo.”
~ Carolina Galvão

Há 4 semanas 0 notas · reblog

“Mas ela nunca foi do tipo que se intimida com olhares.”
~ Arctic Monkeys (via insaniadora)

“De repente ouvi teu nome. E quase que imediatamente te procurei a minha volta. Não te encontrei, mas me dei conta de que eu estava sorrindo.”
~ Querido John. (via delator)


“Não tenho medo de começar de novo, tenho medo de ter o mesmo resultado.”
~ Demi Lovato. (via quotizou)

indireta ou não, tudo que escrevemos é pra alguém


Sobre o fim da Copa: sentirei falta dos jogadores bonitos.


“Estranho como a gente muda de humor por causa de uma pessoa.”
~ Renato Russo.  (via r0manticar)

Eu realmente não consigo idealizar alguém apaixonado por mim. Eu não consigo imaginar alguém pensando em mim antes de dormir, ou contando para os seus amigos sobre mim com um sorriso bobo. Eu não consigo imaginar ninguém nas nuvens porque eu disse um “oi” ou qualquer coisa assim. Não consigo imaginar alguém sorrindo para a tela do computador quando a gente está conversando. Sei lá, só não consigo.


“Quando ela se afastou e sussurrou “senti sua falta” parecia que eu estava inteiro, de novo, depois de passar um ano pela metade.”
~ Querido John.   (via caligrafaveis)


“Achei que seria uma quedinha qualquer, mas você é um belo tombo.”
~ Capacitadora.   (via auroriar)


STATUS: Poderia estar transando!